sábado, 24 de outubro de 2009

Coração Vadio

Esse meu coração vadio...

Que permeia sobre os sentimentos alheios. Coração que mesmo desolado, não se cansa de doar-se. Entregar-se sem amor, mas entrega-se como se tivesse, e demonstra isso na perícia do calor. Vadio, usa sutilmente os macetes da paixão, ele gosta de deleitar-se sobre afagos e abraços fervorosos e animados, no entanto viciadores. És vadio viciado pelas veredas da libertinagem, vadio és, nas veias da auto-sabotagem.

Caminhas entre finos braços e lindos lábios, no entanto, vê seu destino, sem rumo, sem prumo, eterno andarilho da brasa, a cada apego do qual de fato não se apega, mais atrasa o fim duma bela fábula. Aquela que qualquer coração, por mais vadio que seja, apetece viver.

Mas vadio que é vadio, não aprende, sofre, geme quieto, mas não se permite deixar de querer o gosto, o molhado da boca alheia, a pele lisa, as pernas, o dorso, a suavidade que o pescoço expressa e o embaraçar dos cabelos. Isso tudo tem o poder hipnotizá-lo, porém não pense que tire sua ciência.

Chora vadio, choras porque sabes teu final. Todo esse seu glamour é o seu próprio veneno fatal, é seu conto mortal, brutal. Conheces bem o caminho para encantar uma dama, és perito no calor. Entretanto, senhor vadio coração, por ser assim tão vadio, terás o teu salário e por sua vez este será...

Morrerás só, em sua cama, morrerás só, não terás nenhuma dama. Irás morrer sem conhecer a essência e a delicadeza que carrega o amor.

Morra vadio, morra, por favor!

Anderson Dias

6 comentários:

Diego Janjão disse...

Se não estou enganado, este poema é do blog citado ao fim d texto, não é?
Se caso for sim, gostei do fato de postar poesias de outros blogueiros!
Isto é uma coisa que falta e muito nos blogs de poesias hoje, pois é um belo texto, e deve ser divulgado também, assim como os outros!

Felicidade Clandestina. disse...

lindo ...

apaixonante.

sentimento expresso de forma clara.


(me apaixonei) rs*

beijos,beijos'

War Inside My Head disse...

Ola querida Branca...
Tudo bem com vc?
Saudades tb..
ADOREI O COMENTARIO!
BEIJO ENORME!

Esther cyrraia disse...

Gostei do poema, mas nao queria estar na pele de quem o escreveu... parece que o tal coraçao era perito em dor...

mas eu to passando pra dizer que tem um selinho pra vc lá no blog viu?? com muito carinho!

xeru

Marcelo Novaes disse...

Coração que aprendeu as manhas e as senhas.

E se perdeu.





Beijos,










Marcelo.

Papagaio Mudo disse...

Branca índia cigana,

Bonito esse coração vadio.
Beijo,

Gus